English Version
Vixbull - Criação e Aprimoramento de Buldogues Franceses

Cuidados com o seu buldogue francês

Abaixo, listamos vários cuidados importantes para um dono de um bulldog francês saber. Reunimos dicas de saúde, alimentação e cuidados básicos de seu frenchie. Caso tenha alguma outra dica ou sugestão, ou se você tem um frenchie Vixbull e gostaria de obter um acompanhamento mais de perto, entre em contato por e-mail. E em caso de qualquer alteração ou dúvida, entre em contato com seu Médico Veterinário.

Bulldog Francês comendo ossos crus carnudos (Alimentação Natural - BARF)

ALIMENTAÇÃO
Filhotes comem 3 vezes ou mais por dia. Enquanto seu filhote for crescendo, você pode diminuir essa quantidade para 2 vezes ao dia, em horários que estiver mais disponível para cuidar de seu Bulldog Francês. Para as refeições, a Alimentação Natural é a melhor escolha no Brasil. Saiba porque escolhemos alimentar nossos Buldogues Franceses com AN. Não se esqueça que a melhor alimentação para seu cão é uma alimentação de qualidade, que faça bem a ele e que ele e você aprovem.

Bulldog Francês correndo

EXERCÍCIOS
Evite exercícios de pular, como por exemplo: Pular para camas e sofás e descer repetidamente, pular de degraus e exercícios forçados de pular em geral. Esses movimentos verticais podem aumentar a pressão na cartilagem das articulações e pode vir a causar alguma deformação de posição das patas quando filhotes/jovens. EM TEMPO: Pular ou ficar em pé em duas patas podem causar lesão medular em seu frenchie. Fique atento e saiba como agir!

Bulldog Francês com Gelo no calor

CALOR
O Bulldog Francês é muito sensível ao calor e pode ficar muito quente em pouquíssimo tempo, correndo sério risco de sofrer um ataque de calor e morrer. Em dias quentes, observe seu Frenchie bem de perto. Jamais deixe um Buldogue Francês sozinho dentro de um carro e evite sair em horários com sol forte. O cão ofegando excessivamente e com as faces internas das orelhas avermelhadas são sinais de risco de ataque de calor. Em caso de emergências, envolva seu cão em uma toalha molhada e utilize um ventilador para refrescá-lo, além de oferecer cubos de gelo para ele lamber. Em hipótese alguma ofereça água gelada nem coloque-o em banheira com água gelada! Leia mais sobre os efeitos do calor em cães braquicefálicos.

ORELHAS
Para reduzir a chance de uma otite surgir, limpe as orelhas e ouvidos de seus cães semanalmente com um produto a base de clorexidina. Utilize algodão e gaze na limpeza da orelha e ouvido de seu frenchie. No banho, utilize algodão rústico nos ouvidos para evitar que entre água.

Bulldog Francês com carinha enrugada

FACE
A cabeça de um Bulldog Francês é coberta por dobras, especialmente na região do focinho e dos olhos. Limpe pelo menos uma vez por semana, ou sempre que achar necessário, as dobras de seu Buldogue Francês, com gaze ou algodão embebidos em óleo mineral ou vaselina líquida. Passe nas ruguinhas delicadamente, a fim de remover toda a sujeira acumulada. Após, seque bem a região com uma gaze seca e remova bem todo o óleo. Utilize-se de um cotonete para alcançar as áreas mais difíceis. Para finalizar, utilizamos e recomendamos produtos veterinários fitoterápicos que previnem assaduras da região (Fitofix gel, da Organnact). Hidrate, também, o focinho, sempre que achar necessário. Esfolie-o gentilmente com gaze ou uma toalhinha + vaselina líquida ou óleo mineral. Caso haja alguma ferida ou o focinho esteja extremamente seco, recomendamos o uso de pomadas naturais à base de lanolina (do tipo para amamentação).

Bulldog Francês com úlcera ocular

OLHOS
Talvez o problema mais comum e recorrente na raça seja o prolapso da terceira pálpebra ("cherry eye"). O reposicionamento é super simples, saiba como fazer e evite uma cirurgia.
Os olhos dos Buldogues Franceses merecem cuidados redobrados. Por serem uma raça braquicefálica (focinho retraído), eles ficam mais expostos, e podem ser alvo de lesões oculares. Sempre tomar cuidado com brincadeiras perto de plantas pontiagudas ou arranhões nessa região. Em caso de suspeita de úlcera, evitar tratamentos a base de colírios com corticóides e procurar rapidamente um Médico Veterinário OFTALMOLOGISTA.
Secreção ocular em excesso também pode ser indício de algum problema. Consulte seu Médico Veterinário Oftalmologista caso ache que seu frenchie produz lágrimas demais. Caso seu cão tenha uma pelagem de cor clara, marcas de lágrima talvez ocorram nos cantos dos olhos. A limpeza frequente da área pode minimizar o problema.

PARTES ÍNTIMAS E PATINHAS
Após passeios e sempre que achar necessário, recomendamos uma solução de 1 parte de Higiapele (Johnson's) para 3 partes de água, em um borrifador. Limpe as regiões com algodão ou gaze embebido na solução. Na fêmea, finalize a região da vulva com talco antisséptico, principalmente nas que tem muitas dobrinhas.

UNHAS
Mantenha as unhas de seu buldogue francês curtinhas. Cuidado ao cortar em casa, pois as unhas são vascularizadas. Tenha em mãos um pó hemoestático (Granado) e um cortador. Se cortar as unhas for um problema para você, talvez seja interessante investir num dremel (lixador), nosso método de escolha. Como lixar as unhas de cães utilizando o dremel.

Filhote de Buldogue Francês com um graveto na boca

PASSEIOS E MOSQUITOS
Evite utilizar mensalmente produtos venenosos anti pulgas e carrapatos, pois são altamente prejudiciais aos cães. Procuramos sempre utilizar produtos naturais, como neem diluído semanalmente e citronela em spray, sempre antes de um passeio longo em parques ou regiões com muita grama. Para o neem, molhe seu frenchie completamente, não esquecendo a região da face, orelhas e parte de dentro da orelha, focinhos e ruguinhas.
Quanto à leishmaniose, procure seu Médico Veterinário e informe-se se sua região é endêmica para a doença e sobre a necessidade da vacina leishmune. Recomendamos a utilização da coleira Scalibor, produtos à base de citronela (velas, sprays, incenso...) e protector em todas as tomadas da casa. Leishmaniose não tem cura.

HOMEOPATIA
Nossos frenchies são acompanhados por Médica Veterinária Homeopata. Se você tem interesse em indicações de profissionais em sua área, entre em contato.

EM CASO DE QUALQUER SINTOMA FORA DO NORMAL
LEVE SEU FRENCHIE AO VETERINÁRIO IMEDIATAMENTE!